Hershey busca aquisições no Brasil

Hershey, a maior fabricante de chocolates do EUA se prepara para fazer aquisições e aumentar sua participação no Brasil, depois de estrategicamente ter se associado à Pandurata Alimentos para aprender como o mercado local funciona. (LeticiaOCowell)
10 de julho de 2012 | 12:40

No início de 2009, a Hershey - maior fabricante de chocolates dos Estados Unidos - fechou uma joint ventura com a brasileira Pandurata Alimentos, dona da marca Bauducco. Com o acordo, 49% da Hershey Brasil passaram para as mãos da maior fabricante nacional de panetones e produtos da multinacional começaram a ser distribuídos pela Bauducco.

Agora, os americanos querem dar um passo além: estão planejando aquisições no País. “Nosso foco está em mercados em desenvolvimento onde as condições são favoráveis ao crescimento de novas categorias de produtos”, afirmou Michele Buck, diretora de expansão da empresa, em conferência com investidores no dia 25 de junho. O Brasil, disse ela, está entre os mercado “mais altamente atrativos”.

Assim como no Brasil, a Hershey tem parcerias semelhantes na Índia. Esse acordos, segundo fontes ligadas à empresa, fazem parte da estratégia internacional da companhia. “Primeiro a Hershey faz acordos com um parceiro local. Aprende como funciona o mercado do país e, quando chega a hora, faz aquisições para aumentar a participação”, diz a fonte.

Nos EUA, a Hershey lidera o mercado de chocolates. No Brasil, porém sua fatia é menor que 5% em volume. Sem revelar quanto fatura no mercado brasileiro, a empresa afirma ter dobrado de tamanho desde 2008. Em 2001, a fabricante de chocolates cresceu 5,9% nos EUA e 14,5% nos outros países.

Seção: Panorâmica

Fornecedor: Lupa Clipping

 
 

 

Por: Por Lilian Cunha - lilian.cunha@grupoestado.com.br

Fonte: Jornal O Estado de S. Paulo em 10 de julho de 2012 12:33

Pesquisar Tags:

Hershey's, Pandurata Alimentos, chocolates, aquisições, mercados emergentes


Permalink |

Comentários

Deixe um comentário
  • Coluna Do Editor

    ...e aqui estamos nós, em 2017!

    Leticia Evelyn Oliva-Cowell
    23 de janeiro de 2017 01:25
    Industria de Alimentos em 2017, nós estaremos acompanhando.