Anarriê com sofisticação

Comemorada nos quatro cantos do Brasil, a Festa Julina desembarcou aqui ainda na época da colonização portuguesa.
Imagem: Caldo verde da Casa Cavé / Divulgação
Imagem: Caldo verde da Casa Cavé / Divulgação
26 de junho de 2013 | 05:13

Com suas danças alegres de quadrilhas, quermesses, fogueiras, fogos de artifício e comidas típicas, a Festa Julina é também uma exaltação à colheita do milho, que acontece nesta época do ano.

Não à toa, o ciclo é recheado de doces, bolos e salgados feitos com milho. Se nas festas de ruas não faltam sanfoneiro, amendoim, pinhão, pé de moleque nos moldes típicos, nos restaurantes esses mesmo ingredientes ganham roupagens mais elaboradas e podem ser encontrados de formas diferentes.

Inaugurado em maio de 2011, o Terraço é um gracioso restaurante. Com uma vista de dar inveja, ocupa o 15º andar do edifício Aliança da Bahia, na Rua Araújo Porto Alegre, 36, proporciona vista panorâmica para o Centro da Cidade. Mas é a gastronomia que nos levas às alturas, harmonização perfeita entre a excelência em sabor da cozinha contemporânea e o requinte.

Nesta época julina, a dica é o Filé de frango ao creme de milho (filé de frango grelhado com creme de milho e arroz de brócolis - R$ 41,00). Para seguir no mesmo rítmo festivo, a sugestão é o Pé de Moleque de chocolate com sorvete de amendoim e quenelle de guiamduia, por R$ 12,50.

Ainda no Centro da Cidade, que tal saborear um Caldo Verde (R$ 10,50) na confeitaria mais antiga da cidade, a Casa Cavé. Lá você encontra variedades de dar água na boca.

Passeando pelo Rio Antigo e sua arquitetura, você encontra o Lampadosa e pode se deciciar com a Polenta (frita recheada com queijo cremoso - R$ 22,00). Quase ao lado dele, o Cais do Oriente, tem como dica quentinha da época, sugerida pelo chef Eduardo Cunha, Magret a "Gastrique" de Tamarindo (peito de pato grelhado mal passado, ao molho agridoce de tamarindo, com purê cremoso de inhame e sautée de cogumelos - R$ 56,00).

Casa Cavé

Rua Sete de Setembro, 137 (balcões e salão de chá)

Capacidade: 120 pessoas sentadas

Centro

Tel.: (21) 2221-0533 / 2222-2358 / 2224-2520

Formas de pagamento: Dinheiro, Vida Electron, Maestro,

Ticket: TR (só papel), Sodex, VR-Smart

Horário de funcionamento das casas: Segunda a sexta, das 08h às 19h, sábados das 08h às 13h.

Rua Uruguaiana, 11 (balcões)

Capacidade: 25 pessoas

Centro

Tel.: (21) 2221-0533 / 2222-2358 / 2224-2520

Formas de pagamento: Dinheiro, Vida Electron, Maestro,

Ticket: TR (só papel), Sodex, VR-Smart

Horário de funcionamento das casas: Segunda a sexta, das 08h às 19h, sábados das 08h às 13h.

Restaurante Terraço

Endereço: Rua Araújo Porto Alegre, nº 36 - Cobertura / Centro

Telefone: 2220 2952

Horário de funcionamento:

Almoço 2ª a 6ª, das 1130h às 16h

Happy Hour: de 4ª a 6ª, das 17h às 00h

Capacidade: 100 (almoço) e 180 (hh)

Cartões de crédito (American, Diners, Mastercard e Visa)

Cartões de débito (Cheque eletrônico, Maestro, Redeshop, Visaelectron)

Site: www.terraco.net.br  -  email: terraco@terraco.net.br

Lampadosa

Endereço: Rua do Rosário, 36 - Centro

Telefone 2223 0144

Número de lugares: 1º andar: 30 lugares / 2º andar: 40 lugares

Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 12h ás 22h / sábado das 12h às 19h

Aceita cartões de crédito: American, Diners, Mastercard e Visa

Cartões de débito: Cheque Eletrônico, Maestro, Redeshop, Visaelectron

Acesso para deficiente físico com banheiro adaptado

Wireles

Cais do Oriente

Visconde de Itaboraí, número 8 - Centro

De terça a sábado de 12h às 00h. Segunda e domingo de 12h às 16h.

Tel.: 2203 0178 / 2233 2531

Aceita todos os cartões

Por: Bi Ro & Cardoso Assessoria de Comunicação

Fonte: Restaurantes em 26 de junho de 2013 05:01

Pesquisar Tags:

Festa Julina, Rio de Janeiro, centro, caldo verde, gastronomia, harmonização


Permalink |

Comentários

Deixe um comentário
  • Coluna Do Editor

    ...e aqui estamos nós, em 2017!

    Leticia Evelyn Oliva-Cowell
    23 de janeiro de 2017 01:25
    Industria de Alimentos em 2017, nós estaremos acompanhando.