BRF Inaugura Fábrica de Margarinas em Pernambuco

Com investimento de R$ 150 milhões, unidade irá produzir cerca de oito mil toneladas por mês das marcas Qualy, Deline e Claybom

Ilustração/ Sadia website
Ilustração/ Sadia website
16 de dezembro de 2013 | 11:22

A BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, inaugurou hoje (16/12), sua maior e mais moderna fábrica de margarinas. Localizada no município de Vitória de Santo Antão, a 50 quilômetros de Recife (PE), a planta teve o aporte de R$ 150 milhões. Abilio Diniz, presidente do Conselho Administrativo da BRF, Claudio Galeazzi, CEO Global da BRF, e Eduardo Campos, Governador do Estado de Pernambuco, comandaram a solenidade de inauguração, que contou com a presença de autoridades locais.

A localização do município é estratégica para a competitividade logística e fornecimento de produtos especialmente para o Nordeste e Norte do País, por estar centralizada entre os principais mercados da região – Recife, Salvador e Fortaleza, além de possuir fácil acesso ao porto de Suape, o que facilita a chegada de matéria prima e destinação do produto para a região Norte via cabotagem. Esta vantagem logística torna o preço final do produto mais competitivo, contribuindo para o aumento do poder de compra do mercado local.

“O Nordeste consome cerca de 30% do total de margarina produzida no Brasil. Estamos trazendo para região, uma das mais promissoras do país, a maior fábrica de margarinas da companhia”, afirma Abilio Diniz. No mercado interno, a BRF comercializa as marcas Qualy, Deline e Claybom.

Esta será a terceira planta industrial da BRF dedicada exclusivamente à produção de margarinas. A nova fábrica vai ocupar uma área de 14,5 mil m² e ficará no mesmo complexo que já abriga a unidade de embutidos, em operação desde 2009. Inicialmente, serão produzidos 8 mil toneladas/mês do produto, o equivalente a 20% do volume total fabricado pela BRF atualmente, e conta com uma infraestrutura que possibilita a expansão para o dobro do volume. 

“O empreendimento gerou 150 novos empregos diretos, além de contribuir para desenvolvimento de serviços de empresas terceiras. Somadas, as operações são responsáveis por mais de 1,6 mil empregos diretos e 1,8 mil indiretos na cidade”, complementa Claudio Galeazzi.
 
Operação sustentável

O projeto da nova unidade foi desenvolvido com base em conceitos de sustentabilidade, que contemplam a redução de energia elétrica por meio da otimização da iluminação natural, armazenagem da água da chuva e reutilização da água do processo produtivo, com uma estação de tratamento própria. 

O município de Vitória do Santo Antão também é contemplado pelo Programa Inspira, ação do Instituto BRF que visa fortalecer o papel estratégico das organizações sociais na promoção do desenvolvimento local.
 
BRF no Nordeste

Com aproximadamente 54 milhões de consumidores, o Nordeste experimenta uma mobilidade social positiva e um potencial que tem ampliado as oportunidades da BRF. Desde 2009, a companhia já investiu mais de R$ 500 milhões na região, quando foram inauguradas as duas primeiras unidades fabris no estado.

Vitória de Santo Antão já conta com uma unidade da BRF, onde são produzidas cerca de 9 mil toneladas/mês de embutidos como mortadela, salsicha, linguiça e presunto. A cidade ainda abriga um Centro de Distribuição da companhia, que atende as cidades de Salvador, Recife, Fortaleza e Belém. Todas as operações da companhia no Nordeste geram cerca de 1,8 mil empregos diretos e 1,9 mil indiretos.

Sobre a BRF

A BRF, criada em 2009 a partir da associação entre Sadia e Perdigão, atua nos segmentos de carnes (aves, suínos e bovinos), alimentos industrializados (margarinas e massas) e lácteos, com marcas como Sadia, Perdigão, Batavo, Elegê, Qualy, entre outras. É uma das maiores companhias de alimentos do mundo e responsável por 20% do comércio mundial de aves. Conta com 114 mil funcionários e no fechamento do terceiro trimestre de 2013 o seu valor de mercado foi de R$ 47,1 bilhões. Em 2012, registrou faturamento de R$ 28,5 bilhões.

Por: Assessoria

Fonte: BRF em 16 de dezembro de 2013 11:16

Pesquisar Tags:

fábrica, margarinas, Qualy, Brasil, Sadia, Nordeste, Pernambuco, Vitória de Santo Antão


Permalink |

Comentários

Deixe um comentário
  • Coluna Do Editor

    ...e aqui estamos nós, em 2017!

    Leticia Evelyn Oliva-Cowell
    23 de janeiro de 2017 01:25
    Industria de Alimentos em 2017, nós estaremos acompanhando.