ESCOLHENDO CORRETAMENTE O INGREDIENTE DE FIBRA: "O CINCO CS"

Courtney Kingery, Diretor, Gerente de Produção Global, Saúde & Bem-estar, Tate & Lyle
26 de fevereiro de 2016 | 17:38

No mercado atual de comida e bebidas, os fabricantes estão navegando por uma maré de constante mudança na demanda dos consumidores por melhores opções. Saúde digestiva. Menos açúcar. Menos calorias. Rótulos mais claros. Colesterol baixo. E a lista continua. Então como podemos atender a essas demandas por saúde e bem-estar sem sacrificar o sabor e a textura que os consumidores esperam?

Embora existam muitos ingredientes que podem ajudar a atingir a funcionalidade e exigências específicas, há um herói desconhecido no conjunto de ferramentas da ciência de alimentos que pode ajudar a atingir a maioria, se não tudo isso – fibra. As fibras não ajudam apenas os fabricantes a comercializar produtos melhores para você, elas também podem ajudar a resolver desafios significativos de formulação. Mas nem todas as fibras são iguais. Na Tate & Lyle, nós ajudamos os fabricantes a determinarem a melhor opção de fibra usando critérios que chamamos de "Os cinco Cs": sentimento do consumidor, conforto digestivo, rótulos mais claros, clamores nutricionais e custo em uso.

Sentimento do Consumidor (Consumer Sentiment)

Enquanto os consumidores estão interessados na saúde e bem-estar, o sabor continua a ser a questão principal para os consumidores. De fato 75% dos consumidores em 25 países dizem que o sabor é o fator principal na hora da compra.1 Outros atributos sensoriais, como cor e textura, também irão fazer ou quebrar a experiência alimentares dos consumidores. Fibras com sabor, cor neutra e textura sem aspereza aumentarão a aceitação geral do consumidor de produtos acabados.

Conforto (Comfort)

Fabricantes são desafiados a oferecer os benefícios da nutrição enriquecida com fibra que os consumidores exigem, mas algumas fibras, particularmente em níveis altos de inclusão, podem causar desconforto digestivo. Por exemplo, fibra de milho solúvel da Tate & Lyle oferece mais de duas vezes a tolerância digestiva da inulina.2,3 Pesquisa mostra que podem ser consumidas até 65 gramas por dia sem desconforto, bem acima da ingestão de fibra diária recomendada.

Rótulo limpo (Clean Label)

Há uma tendência crescente ao redor do mundo pelo consumo de alimentos e bebidas com ingredientes compreendidos e reconhecidos pelo consumidor final. Globalmente, 25% dos lançamentos de novos produtos foram posicionados como ‘rótulo limpo’ em 2014.4  Dependendo do seu público-alvo, a seleção de uma fibra que oferece opções de rotulagem favoráveis aos consumidores pode oferecer os atrativos adicionais necessários para impulsionar as vendas do produto.

Alegações nutricionais (Claims)

Como mencionado anteriormente, as fibras podem ajudar os fabricantes de alimentos e bebidas a atingir muito mais do que o conhecimento da embalagem. Seus benefícios nutricionais inerentes misturados aos benefícios funcionais versáteis tornam possíveis uma variedade de exigências. De "manutenção do colesterol saudável", com beta glucana da aveia, a "sem açúcar", com polidextrose, a escolha da fibra certa pode fornecer essa vantagem extra na prateleira do supermercado.

Custo em Uso (Cost In Use)

A estabilidade das fibras é variável, o que pode afetar o custo de seu uso. Ao formular usando fibras com baixa estabilidade, os fabricantes precisam compensar pelas fibras perdidas devido ao calor elevado e cisalhamento durante o processamento, ácido em sistemas de baixo pH e longa vida de prateleira. A escolha de uma fibra com estabilidade superior pode resultar em uma fabricação mais eficiente.

Ao passo que as fibras são extremamente versáteis, elas não são criadas da mesma forma. Os fabricantes devem se associar a um fornecedor com um portfólio completo de opções de fibra para ter acesso aos "5 Cs" e determinar a melhor opção para sua aplicação e público-alvo.

Courtney Kingery é o Diretor de Gestão Global de Produtos para a plataforma de Saúde e Bem-estar da Tate & Lyle’s. Para saber mais sobre o portfólio de fibras da Tate & Lyle’s, acesse www.tateandlylefibres.com

Por: Andréia Wingeter -Spoke Relações Públicas

Fonte: Tate & Lyle em 26 de fevereiro de 2016 17:34

Pesquisar Tags:

Tate & Lyle, fibra, alimentos


Permalink |

Comentários

Deixe um comentário