Senar-MT oferta treinamentos da área de alimentação e nutrição à sociedade rural

Hoje, dia 31 de março, celebra-se o Dia da Saúde e Nutrição uma ótima oportunidade para refletir sobre hábitos alimentares e a importância de refeições balanceadas para a manutenção da saúde.
6 de abril de 2016 | 06:56

Estudos realizados nos últimos 30 anos, como as Pesquisas de Orçamento Familiar (POF) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), demonstram que entre as famílias brasileiras cresceu o consumo de comidas industrializadas ricas em gordura, sal e açúcar, ao mesmo tempo em que houve redução no consumo de raízes, legumes, verduras, tubérculos e frutas. Associada pouca atividade física, este tipo de alimentação pode se tornar um fator de risco para a saúde, a exemplo da obesidade.

Hoje, dia 31 de março, celebra-se o Dia da Saúde e Nutrição uma ótima oportunidade para refletir sobre hábitos alimentares e a importância de refeições balanceadas para a manutenção da saúde. De acordo com estimativas atuais, cerca de 40% dos adultos brasileiros estão acima do peso e 10% são obesos. Lembrando que peso acima do normal contribui para o surgimento de doenças como hipertensão arterial, diabetes, dislipidemias (alterações metabólicas lipídicas), cardiopatias e até alguns tipos de câncer.

A última POF, realizada em 2003, pesquisou a população urbana e rural, constatou que a alimentação é a segunda maior despesa dos brasileiros. Perde apenas para a habitação. Famílias da área urbana gastam 20% de sua renda com comida, enquanto as da área rural reservam 35% para essa finalidade.  A população urbana gasta pouco mais do que 10% com cereais e leguminosas, enquanto a população rural destina em torno de 16,9% para esses produtos.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) oferta para produtores, trabalhadores rurais e seus familiares cursos de Promoção Social na área de Alimentação e nutrição. Estão disponíveis oito treinamentos gratuitos para a área. Entre eles, o Cantina rural, de 20 horas de carga horária, tem o objetivo de preparar profissionais para a produção de refeições e elaboração de cardápios para a alimentação saudável do trabalhador rural.

Há também o curso de Planejamento e aproveitamento dos alimentos (40 horas) que visa capacitar o participante para desenvolver atividades de orientação e o planejamento de uma alimentação saudável, aproveitando as potencialidades regionais, e utilizando do alimento todo seu valor nutritivo, com técnicas caseiras.

Além destes dois cursos, a instituição possui os treinamentos de Processamento de produtos derivados da soja (40h), Produção caseira de conservas vegetais e frutas (24h), Produção caseira de conservas vegetais e hortaliças (24h), Produção caseira de derivados de milho (40h) e Produção caseira de farinha de mandioca e polvilho (40h).

Interessados em se capacitar na área de Alimentação e nutrição, ou fazer outro treinamento ofertado pelo Senar-MT, deve entrar em contato com o Sindicato Rural do seu município, onde não houver sindicato o parceiro é a prefeitura, para saber das datas programadas para as turmas e disponibilidade de vagas.

O Senar-MT faz parte de um conjunto de entidades que formam o Sistema Famato. Essas entidades dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio. É formado ainda pela Famato, Imea e pelos 89 sindicatos rurais do Estado. O Senar está no Facebook e no Instagram. Curta a Fan Page www.facebook.com/SenarMt e a conta @senar_mt.

Fonte: GECOM Senar-MT

 

Por: Juliana Bispo

Fonte: SENAR MT em 6 de abril de 2016 06:53

Pesquisar Tags:

alimentação saudável, Senar-MT


Permalink |

Comentários

Deixe um comentário