Livro e documentário "Comida de Afeto – lembranças embaladas para viagem" serão lançados no Teatro Rival (RJ)

Projeto resgata memórias despertadas pela comida - Terça, 24 de maio. 19h.
22 de maio de 2016 | 14:22

Com novo lançamento marcado para o dia 24 de maio, no Restaurante/Teatro Rival, o projeto Comida de Afeto, uma realização da CGC-CSA Consultoria e Assessoria, resgata histórias e receitas culinárias que despertam o laço afetivo que temos com a comida. O livro já foi lançado em Curitiba, em evento em abril, na Cinemateca da cidade. Reconhecendo a culinária como parte importante da nossa identidade, o projeto busca relatos de pessoas de diferentes lugares, que se encontram no Hospital Pequeno Príncipe, o maior exclusivamente pediátrico no Brasil que está localizado em Curitiba, Paraná. 

Os relatos para o projeto foram recolhidos junto aos pequenos pacientes, seus familiares e colaboradores do hospital. Eles contaram saborosas histórias que formam a base das pesquisas que dão origem ao livro e ao documentário. O livro é assinado por Elza F. Carneiro e Luciana de Morais, e o documentário tem direção de Luciano Coelho. 

Dentro do Hospital Pequeno Príncipe encontramos pessoas de todos os cantos do país. As conversas sobre a comida e as lembranças que elas despertam revelam vários aspectos da cultura brasileira. A pesquisa que estamos desenvolvendo busca as receitas que possuem ligação com a memória afetiva dessas pessoas”, aponta Elza F. Carneiro, uma das autoras do livro. 

Com base nesta proposta, o objetivo do projeto Comida de Afeto é trazer à tona as vivências que fazem com que alguns pratos sejam produzidos, reproduzidos, ressignificados e oferecidos ao outro como parte da essência de cada um de nós. “A comida é um dos suportes da nossa identidade e as panelas, seus cheiros, temperos, ingredientes e formas de cozinhar ficam impregnados em nossa memória. No desenvolver do projeto, a comida foi sempre o fio condutor e a pesquisa revelou diferentes maneiras de ser e perceber o mundo em nosso território”, observa Luciana Morais, cientista social que também assina o livro. 

Além dos relatos das famílias, dos pacientes e dos colaboradores do Pequeno Príncipe, a equipe entrevistou quatro renomados chefs, parceiros da instituição, trazendo também suas lembranças, suas comidas de afeto, suas identidades. São eles: Rodrigo Oliveira, Kátia Barbosa, Claude Troisgros e Laurent Suaudeau. 

SERVIÇO:

Lançamento do livro e exibição do documentário Comida de Afeto

24 de maio de 2016, às 19h

Teatro Rival Petrobras

Rua Álvaro Alvim, 33 – Centro/Rio de Janeiro

Entrada gratuita

Evento no facebook: https://www.facebook.com/events/1597359833927331/

Trailer: https://www.facebook.com/comidadeafeto/videos/o.1597359833927331/1368104716536777/?type=2&theater

Sobre o Hospital Pequeno Príncipe:

Instituição beneficiada pelo projeto Comida de Afeto, o Pequeno Príncipe é o maior hospital de alta e média complexidade exclusivamente pediátrico do Brasil. Destina 70% de sua capacidade de atendimento a crianças e adolescentes provenientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Realiza aproximadamente 311 mil atendimentos ambulatoriais, mais de 23 mil internações e 20 mil cirurgias. Com cuidado humanizado e integral, presta suporte a quase 13 mil familiares para acompanharem seus filhos – atendidos via SUS – durante a internação. 

Sobre o Projeto Comida de Afeto – lembranças embaladas para viagem via Lei Rouanet:

Viabilizado pela  Lei Rouanet, o projeto Comida de Afeto tem como proponente a empresa CGC-CSA Consultoria e Assessoria Ltda. e o Hospital Pequeno Príncipe como instituição beneficiada. A renda arrecadada com a venda dos exemplares será revertida para a instituição. Os patrocinadores do projeto são as empresas Eco Benefícios, Mondeléz Internacional, Marelli Ambientes Racionais, Promob Software Solutions e Irmãos Abage.

Por: Joca Vidal

Fonte: 22 de maio de 2016 14:20

Pesquisar Tags:

livro, Comida de Afeto


Permalink |

Comentários

Deixe um comentário