Vinhos da Península de Setúbal no Brasil

Produzir vinho é uma arte com fundamentos técnico-científicos
21 de maio de 2017 | 22:18

As Provas de Vinhos da Península de Setúbal serão realizadas em três cidades brasileiras: Rio de Janeiro (31/05), Brasília (06/06) e São Paulo (08/06). As principais vinícolas da região voltam ao Brasil com o objetivo de apresentar rótulos já consagrados no mercado mundial, novos lançamentos e os afamados moscatéis de Setúbal, em Portugal. Além das provas, serão realizadas masterclasses com o sommelier número um do Brasil, Diego Arrebola. Os produtores da Península de Setúbal apresentarão seus melhores vinhos para profissionais do mercado. Em Brasília o formato será diferente, haverá almoço para profissionais e compradores junto com os produtores.

Esta será uma ótima oportunidade para conhecer os vinhos daquela região, que possui uma forte tradição vitivinícola e é pioneira na elaboração de produtos de reconhecida qualidade, como o Moscatel de Setúbal. Um vinho cujo prestígio provém de sua qualidade ímpar, genuinidade, delicadeza, perfume, longevidade, sutileza e elegância. Por outro lado, são também empresas que buscam o aperfeiçoamento tecnológico, aliando, desta forma, tradição às melhores metodologias à sua disposição. 

“Produzir vinho é uma arte com fundamentos técnico-científicos. As empresas que levam várias gerações a produzir vinhos têm garantidamente esse ‘saber fazer’ de experiência, passado de geração em geração, que é tão necessário ao vinho, e complementam-no com conhecimentos e tecnologia atuais, fundamentais para inovar e continuar a evoluir. Essas são as empresas que fazem o melhor mixentre tradição e inovação: inovam sem perder o seu caráter tradicionalista, e a tradição também não as inibe de prosseguirem inovando”, afirma o presidente da Comissão Vitivinícola da Região da Península de Setúbal (CVRPS), Henrique Soares.

Garantir maior presença no mercado brasileiro é uma das prioridades da CVRPS, que, desde 2014, realiza um conjunto de ações para aumentar a notoriedade de seus produtos no país. Entre as estratégias está a Ronda dos Vinhos da Península de Setúbal; a participação em eventos como o “Vinhos de Portugal”; palestras para profissionais do setor nas Associações Brasileiras de Sommeliers, entre outros projetos.

Para Henrique Soares, o balanço dessas ações é positivo, o Brasil continua sendo um mercado importante, com potencial, apesar da atual crise. “Portugal e Brasil sempre vivem saindo duma crise e entrando noutra, não estranhamos a atual conjuntura e vamos continuar a investir no Brasil porque acreditamos que o país continuará sendo uma das maiores economias do mundo”, disse. 

Neste conjunto de ações dos Vinhos da Península de Setúbal será possível entrar em contato com os produtores da região, cujos vinhos possuem um reconhecimento constante de sua qualidade por meio de provas nacionais (PT) e internacionais. Estarão presentes Luis Simões e Pedro Santos, da Quinta do Brejinho da Costa; Joana Freitas, da Casa Ermelinda Freitas; Joana Vida, da Venâncio da Costa Lima; Jaime Quendera, da Adega de Pegões; Filipe Cardoso, da Sivipa; Filipe Cardoso, da Quinta do Piloto; Tomás Baião, da José Maria da Fonseca; Mário Cravidão, da CW - Comporta Wines; e Nuno Cândido, da Adega Camolas.

Sobre os Vinhos da Península de Setúbal - A Península de Setúbal tem uma forte tradição vitivinícola. Em 2000 a.C. a região acolheu as primeiras vinhas da Península Ibérica. Com o passar do tempo, Setúbal e as suas Penínsulas adquirem maior prestígio e importância, tornam-se um destino turístico de excelência graças à natureza e ao património edificado, igualmente rico em diversidade e importância histórica. A cultura da vinha e do vinho têm sabido integrar-se e adaptar-se aos novos tempos e é hoje unanimemente reconhecida como mais uma joia da região, um importante recurso e produto enoturístico.

A CVRPS

A Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal (CVRPS) tem como principal missão a defesa das DO Setúbal e Palmela e IG Península de Setúbal, bem como a aplicação de regulamentação, fomento e controle dos vinhos produzidos nas respectivas áreas geográficas com a finalidade de garantir sua origem, genuinidade e qualidade. Na Península de Setúbal produzem-se três tipos de vinho certificado: Vinhos DO Palmela; Vinhos DO Setúbal e Vinho Regional Península de Setúbal. Outras informações estão acessíveis pelos sites: www.vinhosdapeninsuladesetubal.pt e www.moscateldesetubal.pt

Serviço

 

Rio de Janeiro

Data: 31/05

Hora: 16h às 20h

Local: Copacabana Palace

Brasília

Data: 06/06

Hora: 12h30

Local: Restaurante Piantella

São Paulo

Data: 08/06

Hora: 18h às 22h

Local: Câmara de Comércio Portuguesa

Os eventos são restritos para convidados!

Por: Andréa Fantoni e Fernanda Lutfi

Fonte: 21 de maio de 2017 22:16

Pesquisar Tags:

Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal (CVRPS), vinhos


Permalink |

Comentários

Deixe um comentário
  • Coluna Do Editor

    ...e aqui estamos nós, em 2017!

    Leticia Evelyn Oliva-Cowell
    23 de janeiro de 2017 01:25
    Industria de Alimentos em 2017, nós estaremos acompanhando.